Paulistão 2019 Zona Livre semi finais

Derrama e Cantareira vencem as semifinais e estão na final

 26/11/2019      415 visitas     

Derrama e Cantareira farão a final do Campeonato Paulista Zona Livre F7

No último domingo (24) aconteceram as partidas de semifinal do Campeonato Paulista Zona Livre de Futebol 7. Duas partidas disputadas, uma delas decidida no shoot out, garantiram Cantareira e Derrama na grande final.

Cantareira (4) 1 – 1 (3) SANB F7

Buscando sua terceira final seguida, foi campeão em 2017 e vice em 2018, o Cantareira chegou como favorito para o jogo. Só que do outro lado estava a jovem equipe da Zona Sul. O SANB fez grande campanha até então, só havia perdido um jogo – para o próprio Cantareira por 6 a 1 – e fez frente a equipes fortes como UDM e Ressaca’s.

E quem começou melhor foi o Cantareira. Aos 7 minutos, Reinaldo recebeu bola de Renan e encheu o pé para fazer um golaço e abrir o placar, 1 a 0 Cantareira. Com a vantagem, o Cantareira sofreu pouco durante a primeira etapa e levou o placar mínimo de vantagem para o segundo tempo.

Na segunda etapa, o Cantareira seguia com mais posse de bola e arriscava em busca do segundo gol e, assim, abria algumas chances para o SANB. Já no final da segunda etapa, após cobrança de falta, Guilherme bateu firme, a bola ainda desviou na zaga antes de entrar, 2 a 0. Mas o juiz voltou atrás e anulou a jogada, já que o goleiro ainda armava a barreira na cobraça de falta. Depois de quase 10 minutos parada, a partida retornou e o Cantareira desperdiçou a cobrança.

No lance seguinte, o jovem time da Zona Sul trabalhou bem a bola. A zaga tentou cortar, mas acabou abrindo um buraco para Pedro entrar pela esquerda. O camisa 9 tocou na entrada da área para Mateus que bateu errado na bola, mas ela sobrou no pé de Lucas Polegar que encheu o pé para deixar tudo igual, 1 a 1. Ainda restavam 5 minutos de jogo, mas nada aconteceu. A partida seria decidida nos shootouts.

Então o SANB abriu as cobranças. Gustavao foi o primeiro e marcou. Rodolfo deixou tudo igual para o Cantareira. O camisa 10, Guilherme, deixou o Sanb na frente outra vez, 2 a 1. O camisa 8 do Cantareira, cobrador oficial do time, foi para a cobrança, deslocou o goleiro e empatou para o Cantareira, 2 a 2. Jonathas foi para a cobrança, mas acabou parando na linda saída de Rafael. Estava nos pés de Renan levar o Cantareira para a final. Mas o SANB fez uma mudança, troca do goleiro Rafa por Vinicius, o Didão. O arqueiro fez jus ao apelido e defendeu a cobrança. Agora as cobranças seriam alternadas.

Caio, o camisa 17, desperdiçou a cobrança e agora a decisão estava no pé de Édypo. O camisa 6 do Cantareira também desperdiçou e seguiram as cobranças. Não vai ter fim? Então foi a vez de Polegar, autor do gol de empate, ir para a cobrança. O pessoal não aprende, quem faz o gol que leva para a decisão nas penalidades ou shoo tout, sempre perde. E foi o que aconteceu, o camisa 20 chutou para fora. Aí foi a vez de Zózimo decidir, mas também não concluiu para o gol.

Guilherme iria para a cobrança novamente, mas a regra é clara, todos os jogadores devem cobrar até que outro possa repetir a cobrança. Então Pedro assumiu a cobrança e converteu, SANB em vantagem, 3 a 2. Será que agora acaba? Thiago, camisa 10 do Cantareira, não poderia desperdiçar ou era o adeus. Ele foi lá e, com categoria, converteu tirando do goleiro. Mateus foi para a cobrança para o Sanb e parou nos pés do goleiro adversário. Agora o Cantareira só precisava fazer para ir para a final. O zagueiro Lucão assumiu a cobrança, mas também bateu para fora. Então o camisa 11, também Matheus, do SANB foi para a cobrança e parou na boa defesa de Rafa. Então chegou o lance decisivo, Cássio x Dida. O camisa 16 levou pro pé esquerdo e deslocou o goleiro do SANB. Finalmente, o Paulista F7 tinha seu primeiro finalista: Cantareira FS.


Derrama 4 – 3 Ressaca’s

O outro jogo prometia muito. Derrama, com o melhor ataque da competição, encarou o Ressaca’s vindo de ótima campanha na primeira fase.

Aos 5 minutos de jogo, Vinicius marcou o primeiro, após ajudar na marcação e recuperar a bola, o camisa 20 disparou e só parou dentro do gol do Ressaca’s, 1 a 0. Dois minutos depois, o Ressaca’s deixou tudo igual. Índio roubou a bola e tocou para Hulk no pivô, o camisa 99 girou e meteu no ângulo, 1 a 1.

A virada veio na reta final da primeira etapa. O camisa 2 do Derrama roubou a bola e, mesmo caído, tocou para Jairo. O camisa 11 foi para cima, fez tabela com Fabrício e bateu na saída de Alemão, 2 a 1. O Ressaca’s não se abateu e, no lance seguinte, quase deixou tudo igual. Porém a equipe parou na boa defesa do goleiro Toth. Quando o primeiro tempo se aproximava do fim, Jairo marcou mais um, dessa vez de falta, 3 a 1.

Na segunda etapa, a partida seguiu equilibrada. O Derrama ficava mais com a bola, porém o Ressaca’s também ia pra cima, já que precisava do resultado. E, aos 10 minutos, Douglas recebeu na intermediária, driblou puxando para a esquerda e encheu o pé para diminuir, 3 a 2. Após o gol, o time da Elisa Maria foi para cima e acabou dando espaços para o Derrama. Mas o time adversário desperdiçava muitas oportunidades. Quem não faz leva e, aos 24 minutos, Índio cobrou lateral na segunda trave e encontrou Hulk livre para cabecear para o fundo do gol, 3 a 3.

No lance seguinte, o Derrama foi atrás do prejuízo, Jairo desceu pela esquerda e achou Fabrício que trocava puxões com o zagueiro. O pivô recebeu, virou e chutou. O zagueiro ainda tentou tirar, mas Vinicius estava lá para decretar a vitória do Derrama, 4 a 3. Muita confusão após o gol e a arbitragem decretou o fim da partida. Agora o time encara o Cantareira na grande final da competição.


Top