Trofeu SP na reta final

Definidos os finalistas das séries Ouro, Prata e Bronze

 01/04/2019      214 visitas     

Definidos os finalistas do Troféu SP

Nesse domingo (31), na Playball Pompéia, aconteceram as semifinais do Troféu SP de Futebol 7 Society. Depois de jogos emocionantes, foram conhecidos os finalistas das Séries Ouro, Prata e Bronze da competição.

Cantareira 3 x 1 Gol de Placa

Reedição da última final do Paulista de Clubes - Série A, Cantareira e Gol de Placa se enfrentaram dessa vez pela semifinal da Série Ouro do Troféu São Paulo de Futebol 7 Society. Zózimo abriu o placar ainda no começo do primeiro tempo. Depois de bola alçada na área, o camisa 9 subiu mais alto que todo mundo e colocou o time da Cantareira em vantagem. O Gol de Placa ficava com a bola e tentava chegar ao gol, mas era bem neutralizado pela sempre consistente defesa dos alvi-laranjas. Até que, aos 15 minutos, Dodô recebeu boa bola em profundidade e bateu na saída de Gabriel, sem chance para o goleirão, 1 a 1. No último lance do primeiro tempo, shoot out para o Gol de Placa. O camisa 10, Jefferson, foi para a cobrança, mas acabou se atrapalhando ao tentar driblar o goleiro e perdeu a chance da virada.


Na segunda etapa, logo no início, o Cantareira voltou a ficar logo em vantagem. Renan acertou um chutaço e marcou o segundo de sua equipe, 2 a 1. Em vantagem, o Cantareira é muito difícil de ser batido. O Gol de Placa tentava como podia, mas não conseguia ultrapassar a barreira laranja. Até que, se aproximando do fim, Zózimo fez seu segundo gol na partida e terceiro do Cantareira, 3 a 1. Vaga na final assegurada e o sonho do bicampeonato do Gol de Placa acabou.

Busão 100 Freio 2 (2) x (0) 2 Inajar F7

Provavelmente o jogo mais esperado do dia. Além de serem duas belas equipes, os times estavam repletos de jogadores que se conhecem há muito tempo, jogam ou já jogaram juntos. O jogo tinha tudo para ser emocionante e disputado do início ao fim. E foi.

Aos 12 minutos, Rubens recebeu na entrada da área, bateu cruzado e marcou o primeiro do Busão 100 Freio, 1 a 0. No final da primeira etapa, o Inajar F7 ainda teve a chance de diminuir em cobrança de pênalti, mas Murilo mandou a bola na trave.

Na segunda etapa, Paulo ampliou para o Busão, 2 a 0. O camisa 10 só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes após receber ótimo passe. Guilherme Xavier fez o primeiro do Índio da Inajar após limpar a jogada no meio quadra e acertar uma sapatada no ângulo. Em linda jogada individual, Negueba fez o segundo e deixou tudo igual. Já estourado de faltas, o Busão queria o final da partida para ir aos shoot outs. E assim foi.

Nos shoot outs, Rubens fez o primeiro, Joninhas desperdiçou a primeira cobrança pelo lado do Inajar, 1 a 0 para o Busão. Caio bateu o segundo do Busão e também perdeu. Alex foi para a cobrança pelo lado do Inajar e também perdeu, seguia 1 a 0. Bola nos pés de Renan. A responsabilidade estava nas costas do camisa 13 do Busão que não tinha feito boa partida. Mas frente a frente com Maikon, ele não se intimidou, driblou o goleirão com categoria e fechou a vitória de seu time, 2 a 0 nos shoo outs. O sonho de Douglas e companhia está cada vez mais perto. Agora eles encaram o Cantareira na finalíssima da competição.

Comando Classe A 4 x 2 Red Bull Paulistano

Invicto até o momento na competição, o Comando Classe A encarou o atual campeão da Série C do Troféu SP. E os reds começaram surpreendendo. Tiago recebeu em velocidade e venceu o goleiro Diego Gallego, 1 a 0. Quando o primeiro tempo se aproximava do final, Daniel, o Bahia, deixou tudo igual, 1 a 1.

Na segunda etapa, o CCA foi para cima e marcou mais três vezes. Primeiro com Kelcy, 2 a 1. Depois com seu camisa Cayami. O camisa 10 do Comando Classe A limpou a jogada e bateu firme para vencer o goleiro, 3 a 1. Já no final da segunda etapa, Zé ampliou para 4 a 1.

Em desvantagem, os reds foram pra cima e aí apareceu o paredão do dia, Diego Gallego. O camisa 1 pegou até pensamento e impediu o adversário encostar no placar. O Red Bull ainda diminuiu mais uma vez com Tiago, mas foi só. No fim das contas, 4 a 2, Comando segue na competição e pode ser campeão invicto. Já o Red Bull fica pelo caminho e o sonho de ganhar mais uma divisão acaba.

Ajax Vl. Robertina 2 x 1 UDM

Outro jogaço pela semifinal da Série Prata. E foi o Ajax que começou melhor. Com mais posse de bola, o time da Vila Robertina comandava as primeiras ações da partida. E o primeiro gol foi marcado por Bruno Nascimento, aos 7 minutos de jogo, para o Ajax. Apesar de muita disputa, a primeira etapa acabou mesmo 1 a 0 para o Leão da Robertina.

Na segunda etapa, o Unidos do Mandi conseguiram igualar o jogo. E, logo aos 3 minutos de partida, deixou tudo igual com Gabriel, 1 a 1. O jogo parecia se encaminhar para as cobranças de shoot out até que Bruno, dessa vez Bruno Cruz, achou um chutaço do meio da rua e colocou sua equipe em vantagem.

O UDM se lançou ao ataque, mas não conseguiu mais marcar. No fim das contas, 2 a 1 e o Ajax fará a final contra o Comando Classe A.

Quebra Gato 2 x 1 Família Passa Bola

O jogo definiria o primeiro finalista da Série Bronze do Troféu SP. Depois de campanhas instáveis, Quebra Gato e Família Passa Bola vinham em busca de afirmação para ganhar confiança e buscar o título . E em um começo muito estudado, as equipes pareciam com medo de dar o primeiro golpe e, até por isso, o resultado da primeira etapa acabou zerado.

Já no segundo tempo, a cara do jogo mudou. Vinicius recebeu boa bola, limpou a marcação e bateu firme para abrir o placar para o Quebra Gato, 1 a 0. Não deu nem tempo de comemorar e Everton diminuiu com um golaço, sem chance para o goleiro, 1 a 1. Assim como não deu tempo para comemorar, não deu tempo para lamentar. No minuto seguinte, Walmir marcou mais um para o Quebra Gato e decretou a vitória de sua equipe.

Agora a equipe enfrenta o União Paulista mais uma vez. Na segunda fase, as equipe se enfrentaram e o Quebra Gato levou a melhor, 1 a 0.

União Paulista 3 x 2 Celeste F7

Logo nos minutos iniciais, o União mostrou ao que veio. Primeiro com seu camisa 10, Vitor Eduardo. Depois, Vinicius ampliou para a equipe trinta segundo depois. E, aos 13 minutos, Pedro pegou um sem pulo na veia. Golaço e 3 a 0 antes dos 15 minutos de jogo. E na primeira etapa foi isso. Muito mais tranquilo, o União administrou o jogo e o Celeste não conseguia reagir.

Já na segunda etapa, o cenário mudou. Logo aos 8 minutos de jogo, Gabriel diminuiu para o Celeste. A equipe pressionou o adversário, mas não conseguia marcar. O segundo gol só saiu aos 22 minutos de jogo. Não teve tempo para mais nada. O Celeste fica pelo caminho e o União vai pra final contra o Quebra Gato.

FINAIS

Série Ouro - Busão 100 Freio x Cantareira

Série Prata - Comando Classe A x Ajax Vl. Robertina

Série Bronze - Quebra Gato x União Paulis

Top